Árvore do suicídio é a arma perfeita para um crime

A semente da árvore do suicídio pode matar uma pessoa adulta em algumas horas, sem deixar nenhum rastro!

Você nunca sabe o que a natureza pode ser. Aquela árvore linda, com frutos suculentos e maravilhosos, pode ser a arma perfeita para um crime. Já ouviu falar na Cerbera odollam? Ela é uma árvore linda com frutos parecidos com figos, encontrada na Índia e no Sudeste Asiático.

Árvore do Suicídio

Mas ela não é muito inocente quanto parece. Ela foi carinhosamente apelidada de “árvore do suicídio”. O que acontece é que suas sementes têm um cerberin químico extremamente tóxico. O cerberin é um glicósido cardíaco (basicamente compostos orgânicos que retardam a frequência cardíaca).

Alguns desses compostos são usados em remédios, então uma dose alta deles não vai fazer muito bem. Em apenas uma semente dessa árvore do suicídio, há toxinas o suficiente para matar uma pessoa adulta!

O jeito que ela para o coração é mais ou menos igual às injeções de pena de morte nos EUA. Se uma pessoa comer essa semente, em poucas horas ela vai morrer, mas não sem antes sofrer com MUITA dor.

Semente

Mas porque ela pode ser a arma perfeita de um crime? 

A morte causada por a toxina dessa árvore do suicídio pode muito bem passar despercebida até pelo radar dos médicos profissionais. Existe um teste que detecta a intoxicação, mas é muito caro e não tem em muitos lugares. É mais provável que os toxicólogos não realizem o teste, a menos que tenha evidência de que a vítima comeu a semente recentemente.

Primeiro que os caras teriam que ter ouvido falar da toxina, o que não é muito comum fora dos países onde a árvore do suicídio é encontrada. E também é muito fácil mascarar o material que carrega essa toxina dentro dos alimentos picantes.

Ou seja, a própria pessoa não poderia fazer ideia de que está comendo essa semente! Mas para tudo isso você teria que viajar até a Índia, achar a árvore do suicídio e pegar a semente. Então é melhor ficar de boa!!

Fonte: Megacurioso

Leia também: Aokigahara, a floresta macabra dos suicídios

Comments

comments

Comentários no Facebook