Esses 8 vilarejos são os mais estranhos do mundo e você provavelmente gostaria de visitá-los.

De fato, vivemos em um planeta completamente bizarro e insano. Do mesmo jeito que há praias paradisíacas, montanhas maravilhosas para escaladas ou simplesmente para observarmos, existem lugares esquecidos e bizarros também! Existem grandes metrópoles turísticas que podemos descobrir várias coisas e ficar por dias, mas também temos um número de aldeias que provavelmente você adoraria conhecer pelas histórias e modos diferentes de viverem, mas talvez só conhecer mesmo… Tem vilas repletas de lutadores de artes marciais ou até com doenças inexplicáveis e que geram uma grande curiosidade na gente. Se você é uma pessoa que ama viajar e brisar por esse mundo e está sempre procurando descobrir coisas novas sobre esse planeta composto por mistérios, adoraria conhecer esses lugares não é mesmo? Ou pelo menos dar uma rápida “passadinha”, caso tivesse medo de algum deles.

Separei para você uma lista com 8 dos vilarejos que possui os mais estranhos hábitos e curiosidades do mundo!

1- A vila do Kung Fu

1

Ganxi Dong é um pequeno vilarejo localizado próximo as montanhas de Tianzhu, região central da China. A vila tem uma característica no mínimo curiosa, todos seus integrantes são especialistas em artes marciais, mais precisamente, em Kung Fu. Há relatos de que seus primeiros moradores eram constantemente roubados por seus vizinhos e para se protegerem eles pediram ajuda aos especialistas para aprenderem as técnicas de luta para se defenderem.

2- O vilarejo mais úmido do mundo

2

O pequeno vilarejo de Mawsynram, que fica ao Nordeste da Índia também é conhecido como “morada das nuvens”. A pequena vila tem uma média de chuva por ano que chega a atingir 11.873 milímetros. Esse, aparentemente, é o lugar onde mais chove no mundo e seus habitantes já se acostumaram com isso.

3- O vilarejo de 1 rim só

3

O vilarejo de Hokse, localizado em Nepal, é conhecido por um triste fato, seus moradores compartilham de uma pobreza tão grande que vendem alguns órgãos para poderem sobreviver. Uma das práticas mais populares no local é a venda dos próprios rins e isso se tornou tão comum que a vila recebeu o apelido de “vila do rim”. Os traficantes de órgão chegam a pagar cerca de 200 mil rúpias, equivalente a R$ 6.700,00.

4- A vila do sol próprio

4

Esse vilarejo italiano, Viganella, pra ser mais exato, cercado por várias montanhas de todos os lados, o que faz com que a vila quase não tenha luz solar. O arquiteto Giacomo Bonzani teve a ideia de criar um espelho gigantesco para poder refletir a luz solar para o centro da cidade e resolver esse problema. O espelho possui 40 metros quadrados, 8 metros de largura e 5 metros de altura e é controlado por computadores para conseguir rastrear o sol.

5- A vila sem portas

5

A pequena vila de Shani, na Índia, ficou conhecida por não ter portas nas mais de 300 casas e instituições. Nem mesmo os banheiros públicos possuem portas. Os moradores alegam não terem medo de ladrões pois confiam no patrono local (Um ente divino chamado Shani). Eles acreditam que se alguma pessoa cometer qualquer crime no local, ele será condenado a viver 7 anos de azar.

6- O vilarejo azul

6

A aldeia de Júzcar, na Espanha, costumava ser um lugar comum e “normal” até os executivos da Sony Pictures escolherem o local para as gravações de “The Smurfs”, que convenceu os habitantes a pintarem suas casas de azul. A proposta era de pintar as casas das cores normais após as gravações mas os moradores adoraram a ideia de morar em um local todo azul e continuaram com suas casas assim.

7- A vila do sono

7

A vila de Kalachi, no Cazaquistão, foi “atacada” por uma doença misteriosa em 2013 e atingiu cerca de 120 habitantes do local. A doença fazia com que as pessoas caíssem no sono profundo de forma repentina sem motivo algum, passando até mesmo vários dias adormecidas. O fato da aldeia se localizar próxima a um povoado fantasma que abrigava minas de urânio é o principal motivo para os acontecimentos.

8- Aldeia dos anões

1

A aldeia Yangsi que se localiza na China possui apenas 80 habitantes, sendo quase a metade deles composta por anões. Há rumores de que uma doença abateu a aldeia há mais de 60 anos, sendo que as crianças foram as mais afetadas e fez com que parassem de crescer.

E aí, gostaria de conhecer algum desses lugares? Compartilhe sua brisa com a gente!

Fonte: (1).

Comments

comments

Comentários no Facebook