As histórias mais assustadoras sobre os fantasmas da Casa Branca

Casa Branca
Casa Branca

Essa primeira imagem mostra a vista ao longo da parede sul da Casa Branca. Essa foto foi tirada no dia 25 de maio de 1950, quando a casa estava reformando, pelo fotografo Abbie Rowe. Nela, mostra uma silhueta humana transparente nos fundos da sala. Várias aparições têm sido relatadas, mas nenhuma explica o porque dessa silhueta transparente, enquanto outras pessoas aparecem normais. O consenso é que a fotografia é autêntica e nada dela foi alterado, porém a identidade do fantasma ainda é desconhecida.

A Casa Branca mantém um legado assombrado há mais de 200 anos. Mesmo hoje em dia, as primeiras famílias moradoras da Casa, relataram ocorrências assustadoras dentro dela. Em 2014, a primeira-dama Michelle Obama, disse a uma sala de aula em Los Angeles, que ela e o Obama ouviram sons estranhos no corredor, que levou o casal a sair da cama para ver o que estava acontecendo. Alguns presidentes e suas primeiras-damas, e dezenas de personalidades notáveis, relataram acontecimentos assustadores dentro da Casa Branca.

Dolley Madison

Dolley foi a esposa do quarto presidente dos EUA, James Madison. Durante a presidência de Woodrow Wilson, trabalhadores foram obrigados a cavar o jardim de rosas de Dolley, o jardim original da Casa, para construir um jardim novo. Quando chegaram perto do jardim, o fantasma de Dolley apareceu, olhando com raiva, bloqueando o caminho dos trabalhadores. Todos ficaram tão assustados com a aparência que fugiram do local, se recusando a voltar para terminar o trabalho. Ninguém nunca mais tocou no jardim até hoje!

Dolley Madison - Os fantasmas da Casa Branca
Dolley Madison – Os fantasmas da Casa Branca

Mr. Burns

David Burns, mais conhecido como Mr. Burns, foi forçado de desistir de sua terra em 1790, para permitir a construção da Casa Branca, e parte da cidade de Washington.

Muitos relatos sobre a aparição de Mr. Burns vieram durante os anos. O chofer de Franklin D. Roosevelt, uma vez ouviu uma voz o chamando de longe. Quando ele virou para ver quem tinha chamado, não viu ninguém. O mais bizarro era que a voz continuava, e parecia que estava do seu lado, afirmando “Eu sou o Mr. Burns”.

O mesmo relato aconteceu depois de mais de uma década. Durante a administração de Truman, um guarda relatou ter ouvido a mesma voz se identificar como Mr. Burns. O guarda pensou que a voz fosse do secretário do Estado, James Byrnes, e passou a procura-lo. Estranhamente, ele descobriu que o secretário não estava na Casa Branca naquele dia!

Fantasmas do segundo andar

O segundo andar da Casa, onde a primeira família fica, é o lugar onde tem centenas de histórias de aparições de fantasmas. Harry Truman escreveu uma vez que:

Harry Truman - Os fantasmas da Casa Branca
Harry Truman – Os fantasmas da Casa Branca

“Sento-me aqui nesta velha casa, o tempo todo ouvindo os fantasmas andarem para cima e para baixo do corredor. Às 4hrs, fui acordado por três batidas distintas na porta do meu quarto. Ninguém estava lá. Este maldito lugar é assombrado, tão certo quanto um tiro!”

“Sento-me aqui nesta velha casa trabalhando em assuntos externos, lendo relatórios, e fazendo discursos – o tempo todo ouvindo fantasmas andarem para cima e para baixo no corretor até mesmo bem aqui no quarto. Os pisos rangem e as cortinas flutuam para frente e para trás.”

As pessoas que moraram no segundo andar, afirmaram ter visto fantasmas de Abigail Adams, Eleanor Roosevelt, Abraham Lincoln e vários outros não identificados!

Abraham Lincoln

Ele com certeza foi o espírito mais famoso da casa. Lincoln e sua esposa faziam várias sessões espíritas na Casa Branca, tentando entrar em contato com seu filho Willie, que morreu no local, que também foi visto andando pelos corredores. Algumas pessoas crêem que essas sessões puderam ter evocado espíritos, e estes permaneceram dentro da Casa até hoje.

Dizem que o fantasma de Lincoln aparece muitas vezes na noite anterior de uma tragédia nacional. Acredita-se que a mulher de Calvin Coolidge (30˚ presidente dos EUA), Grace, foi a primeira pessoa a ver o fantasma de Lincoln na Casa. Ela relatou que viu sua aparição de pé numa janela no Salão Oval, olhando através do Potomac, para os antigos campos de batalha da Guerra Civil. Ela disse que durante seus anos na casa, o fantasma de Lincoln apareceu várias vezes.

Abraham Lincoln - Os fantasmas da Casa Branca
Abraham Lincoln – Os fantasmas da Casa Branca

Além dela, várias outras pessoas relataram ter o visto. O chofer de Roosevelt ficou tão assustado que fugiu da Casa gritando. Um dos guardas-costas do presidente Harrison estava tão aterrorizado que participou de uma sessão espírita para pedir ao fantasma de Lincoln que o deixasse sozinho! Ladybird Johnson, esposa de Lyndon, afirmou ter visto Lincoln enquanto ela assistia televisão.

Eleanor Roosevelt, que usou o quarto de Lincoln como seu estúdio, relatou que várias vezes sentiu a presença do próprio enquanto ela trabalhava lá a noite. Outro relatório foi feito por Rainha Guilhermina, dos Países Baixos.

Quando ouviu passos no corredor durante a noite, a rainha acordou e ouviu atentamente enquanto estava deitada na cama. Quando ela ouviu uma batida na porta, levantou e foi abrir. O espírito de Lincoln estava parado na frente de sua porta, olhando diretamente para ela, que desmaiou no local ao ver.

Anna Surratt

Aparecendo todo ano no dia 7 de julho, o fantasma de Anna tem sido frequentemente visto e ouvido, batendo nas portas traseiras da Casa Branca. Sua mãe, Mary Surratt foi julgada e executada por sua participação no assassinado de Lincoln. Dizem que o bater na porta ecoa por toda a câmara inteira. Testemunhas juram ouvir a voz de Anna implorando para que poupassem a vida de sua mãe.

Anna Surratt - Os fantasmas da Casa Branca
Anna Surratt – Os fantasmas da Casa Branca

Gato demônio

A Casa Branca é tão mal assombrada que até mesmo um gato demônio foi relatado assombrando o porão. Segundo Huffington Post, existe declaradamente um gato demônio no porão, que raramente é visto. Quando ele aparece, está predizendo um desastre nacional. Enquanto ele pode parecer inofensivo, ele cresce de tamanho quanto mais próximo fica do desastre. Um guarda da Casa o viu uma semana antes do acidente da bolsa de 1929. Ele também foi visto antes do assassinato de Kennedy, em 1963.

Ilustração - Os fantasmas da Casa Branca
Ilustração – Os fantasmas da Casa Branca

Fonte: Show do Medo 

Comments

comments