Porque esse pastor assassinou mais de 900 pessoas de uma vez?

No ano de 1978, no dia 18 de novembro aconteceu uma grande tragédias que abalou o mundo inteiro. Esse lamentável episódio aconteceu em um lugar isolado que estava localizado na Selva da Guiana.

O responsável foi o religioso fanático e cuzão pra caralho, Jim Jones. E o acontecido ficou conhecido como o maior suicídio coletivo da história, onde 900 seguidoras de Jim tiraram suas vidas.

pastor bizarro02

Jim Jones comandava uma seita conhecida como Peoples Temple, traduzindo para Templo dos Povos. Enquanto comandava essa seita, o vacilão dizia: “Morram, morram com alguma dignidade. Vamos acabar logo com isso. Acabar logo com essa agonia”.

James Warren “Jim” Jones, americano, evangélico, responsável por fundar a igreja Templo do Povo, conduziu uma seita onde fudeu a vida de 900 pessoas por envenenamento em uma isolada comunidade agrícola conhecida como Jonestown.

pastor bizarro

Jim era filho de pai alcoólatra e desde pequeno era obcecado por religião e morte. Após entrar para a vida religiosa, Jim exigia que seus fiéis o chamassem de pai e dizia que ele era o próprio Deus.

Segundo informações coletadas, ele se vangloriava por manter relações sexuais com homens e mulheres que faziam parte de sua seita.

Esse pastor assassinou mais de 900 pessoas de uma vez, mas você vai se impressionar com a história do assassino que se vestia de palhaço para matar suas vítimas.

Fonte: MundoPocket.

Comments

comments

Comentários no Facebook