Tamam Shud: o misterioso caso do cadáver que nunca teve sua identidade descoberta

O mistério do caso Tamám Shud: ninguém sabe sua identidade, como morreu ou quem é o assassino.

Acharam o cadáver

Na manhã do dia 1 de dezembro de 1948, acharam um cadáver na praia Somerton (Austrália – Adelaide). Até hoje ninguém descobriu a identidade dele. As autoridades viram na autópsia que tinha muito sangue no estômago, ou seja, é provável que ele tenha morrido de hemorragia gástrica aguda.

tamam shud
Foto do local onde o cadáver foi encontrado. O X marca o local.

No dia 14 do mesmo mês e ano, uma mala marrom foi achada na estação de trem de Adelaide e adivinha: era do cadáver! Nela tinha uma linha de costura laranja igual a que foi usada pra remendar um dos bolsos da calça do cadáver, entre outras coisas.

tamam shud
Imagem do cadáver encontrado na praia australiana
Mala encontrada na estação

O bilhete estranho

Supostamente deixaram a mala na estação na véspera da morte. Os investigadores encontraram dentro do bolso da calça do cadáver, um papel impresso escrito “Tamám Shud”. Esse termo é da coleção de poemas Rubaiyat do escritor persa Omar Khayyam e significa “fim” ou “terminado”.

tamam shud
Papel encontrado dentro do bolso do cadáver

A polícia fez uma busca pelo livro e recebeu uma info poderosa. Uma das edições apareceu misteriosamente no banco do carro de um homem, na noite de 30 de novembro (véspera da morte). O carro tava estacionado e aberto num estacionamento de Glenelg, quase 400m da praia onde o cadáver foi encontrado.

tamam shud
A enfermeira

Analisaram o pedaço de papel e os investigadores concluíram que ele fazia parte da edição encontrada dentro do carro! Na parte de trás do livro tinha tipo de um código secreto e o telefone de uma enfermeira que trampou na 2ª Guerra Mundial. Ela morava em Genegl e admitiu que tinha dado o livro para o oficial do Exército Alfred Boxall.

tamam shud
Livro encontrado dentro do carro estacionado há 400m da praia australiana

Isso aí parece coisa alienígena! Apostamos que ele foi abduzido, serviu de cobaia e os aliens deixaram ele aqui de novo que nem o caso do Travis Walton! Esse foi o caso de abdução mais documentado da história. Mas felizmente ninguém morreu nele.

Sem um final feliz

A polícia foi atrás do cara e encontrou o ser vivo e com outra cópia do livro. O mistério ainda não tinha uma solução, então a polícia fez um molde de gesso da cabeça e peito do homem para alguma possível identificação no futuro.

tamam shud
O molde de gesso que fizeram do cadáver para futuras investigações

O Exército da Salvação pagou o enterro do homem misterioso pra evitar que ele fosse enterrado como indigente. Anos depois da morte, flores começaram a aparecer no túmulo do cara, mas ninguém nunca descobriu quem colocava elas lá. 

tamam shud
Funeral do homem desconhecido
tamam shud
Sepultura do homem desconhecido

Fonte e imagens: The Richest, The Unredacted e Mundo Estranho

Comments

comments

Comentários no Facebook