Você é viciado em sexo? Então precisa saber dessas 8 duras realidades.

Acredite se quiser, ser viciado em sexo não é tão bom quanto parece.

A compulsão sexual é um distúrbio sério que muitas vezes gera constrangimento a quem possui, por isso é preciso compreender seus sintomas e até mesmo o seu lado mais obscuro, que é o que iremos fazer hoje aqui no Muita Brisa, confira!

1- Você também sente abstinência

01

A abstinência sexual ocorre por sua vez, graças a ordem emocional e psicológica que se encontra o paciente. Mas funciona de maneira similar a qualquer outro tipo de abstinência, gerando sensação de mal estar, necessidade descontrolada de sexo, e maior tendencia a agir por impulso, de maneira associal e indiferente ao conceito de moral e senso comum.

2-Você sente sensação de falta de liberdade, controle ou escolha

03

Os impulsos sexuais e estímulos ocorrem para o viciado em sexo assim como ocorre para qualquer outra pessoa, a grande diferença é como o indivíduo lida com estes impulsos.

Em outras palavras, podemos afirmar que a tentação em si para essas pessoas, só são digeridos com o ato, por isso existe a sensação de falta de liberdade, controle ou escolha. Ou seja, até que ela consiga o êxtase sexual, ela sentirá fissura e possivelmente a abstinência que já citamos no item anterior.

3- Quanto mais você pratica atos sexuais, mais você sente a necessidade de repetir o ato

04

Segundo a psicóloga Egle Bellintani, que trabalha no Hospital Beneficência Portuguesa em São Paulo, em entrevista para a Uol:

-” Como um dependente químico, esse indivíduo vai precisando de doses cada vez maiores de dopamina, liberada pelo cérebro toda vez que há sensação de prazer. A diferença é que ele não precisa de um fator externo, como a droga ou o álcool, para que haja essa descarga hormonal”.

Por esse motivo quanto mais esse indivíduo se masturbar ou praticar atos sexuais, mais ele desejará aquela sensação novamente.

4- Você perde o senso crítico e passa a agir por impulso

Charlotte Gainsbourg and Jamie Bell in the movie NYMPHOMANIAC: PART TWO - April 18, 2014   Directed by Lars von Trier   Cast: Charlotte Gainsbourg, Stellan Skarsg?rd, Stacy Martin, Shia LaBeouf, Jamie Bell, Willem Dafoe, Mia Goth, Jean-Marc Barr Genre: Drama Specs: 130 Distributor: Magnolia Pictures  Synopsis: NYMPHOMANIAC: PART TWO is the story of Joe (Charlotte Gainsbourg), a self-diagnosed nymphomaniac who is discovered badly beaten in an alley by an older bachelor, Seligman (Stellan Skarsg?rd), who takes her into his home. PART TWO picks up where PART ONE leaves off, with Joe recounting the dark and erotic exploits of her adulthood.

Para vocês terem uma noção da gravidade desse distúrbio, a diferença entre um viciado em sexo e alguém que aprecia muito a prática, é que o que aprecia até pode se sentir atraído por alguém na rua, e mentalizar e fantasiar aquilo consigo mesmo, já o viciado por sua vez, sente a atração e perde a noção de senso crítico, podendo abordar esse individuo por exemplo, em busca de sexo.

5- Você não sente mais prazer durante o sexo do que as demais pessoas

06

Na grande maioria dos casos, o paciente vítima do vício sexual, não narra sentir um prazer desproporcional ou acima do esperado pelos atos que pratica, a grande questão é como ele se sente sem escolha quanto a realizar o ato em si, e ir em busca disso, levando também em consideração a frequência, prioridade e descontrole.

6- O sexo se torna a coisa mais importante da sua vida, passando por cima do trabalho, financeiro, familiar, emocional e social

04

E por falar em prioridade, também é preciso entender como a compulsão aos poucos se torna capaz de desajustar a vida de um individuo por completo. No trabalho por exemplo, pode ser necessário realizar algumas pausas para praticar o ato ou se masturbar. A vida social também se torna algo complicado, principalmente se existe na vida dessa pessoa um parceiro fixo.

Durante a onda de desejo, nada se torna mais importante do que praticar atos sexuais, e só após a realização desse desejo, a vítima toma “ciência” daquilo que fez, por isso muitos se sentem culpados, inferiorizados e até mesmo chegam a se isolar socialmente, ação esta que é conhecida por “empobrecimento existencial”.

7- Angústia, ansiedade, agitação e irritabilidade também são alguns de seus sintomas

03

Angústia, ansiedade, agitação e irritabilidade são sintomas considerados comuns, para quem sofre com o transtorno.

8- Problemas de saúde

06

Apesar do termo ninfomaníaca ser mais popular, os homens (satiríase) ainda são maioria quando se trata de compulsão sexual, chegando a margem de 95% dos casos. Por outro lado, a questão da saúde da mulher pode ser um tanto quanto mais preocupante, visto que biologicamente elas estão mais suscetíveis a contrair doenças sexualmente transmissíveis, além da própria gravidez em si.

Os problemas de saúde não param por aí, visto que em função destes hábitos desregrados, o corpo tende a se tornar cada vez mais fraco, a imunidade cai, o individuo pode desenvolver uma série de doenças e pode até mesmo chegar a morte, caso tenha infecções ou demais problemas não tratados.

E então queridos leitores brisados, vocês já tinham alguma noção do quão grave a compulsão sexual poderia ser?

Leia também: Adeus Rotina: 10 curiosidades muita brisa sobre o sexo.

Fonte: (1).

Comments

comments