Black Mirror: 5 tecnologias da série que existem na vida real

Black Mirror está cada vez mais se tornando uma realidade

A série Black Mirror ficou famosa por explorar o lado sombrio que o avanço da tecnologia pode ter. Mas você tá ligado que algumas dessas tecnologias realmente existe?

Brise agora nas tecnologias que a série previu e o mundo está fazendo:

Lente de contato de realidade aumentada – aparece em todas as temporadas de Black Mirror

Reprodução/Black Mirror

Brisa nisso: imagina se seus olhos pudessem filmar, fotografar, passar filmes só pra você, mostrar infos sobre as pessoas ao seu redor, analisar o ambiente e como cereja do bolo, transformar a realidade em jogo.

Em Black Mirror, as pessoas têm uns implantes no cérebro que mudam a realidade assim! Imagina que louco isso! Mas não estamos tão longe disso. A Samsung registrou em 2016 uma patente para a produção de lentes com microcâmeras integradas com conexão wi-fi, que seriam controladas a partir do seu celular.

Isso possibilitaria uma experiência de realidade aumentada (que nem na série!). Mas agora, Tio Google foi mais hard no negócio. Ele prometeu um chip injetável para olhos humanos com essas mesmas funções das lentes da Samsung! Você teria coragem pra ser a cobaia desse chip do Google??

Abelhas robôs – 3ª temporada

Fonte: ecoa

Você ta ligado que as abelhas estão realmente sumindo? E é exatamente pelo motivo que a série conta. Está rolando uma desordem de colapso de colônia, ou seja, elas simplesmente abandonam as colônias e morrem, ninguém sabe o motivo!

As abelhas ainda existem hoje, mas estão em grave risco de extinção. Determinados a salvar o destino das colmeias do planeta com ajuda da tecnologia, a Universidade de Harvard criou os RoboBees. Eles são robôs minúsculos de 175 miligramas (14x mais leve que um centavo).

As habilidades do RoboBees foram crescendo aos poucos: primeiro aprendendo a voar e agora são capazes de fazer movimentos embaixo da água! O objetivo deles é ajudar na polinização e assim evitaria um colapso mundial do ecossistema.

Upload de consciência – 3ª temporada

Fonte: Super Interessante

Já tem uma galera ai trabalhando numa maneira de transferir a consciência humana para um computador – ou para outro corpo! Um desses brisados aí é o bilionário russo Dmitry Itskov. Pelo menos desde 2013 ele tem investido boa parte da sua grana em pesquisas sobre upload de mentes.

Esse cara é muita brisa – apostamos que se a gente ficar bilionário, nós vamos comprar uma ilha e fazer uma rave com os aliens! -. Muita gente importante apoia essa teoria e o Ray Kurzweil, cientista e engenheiro do Google, não está fora dessa! Ele acha que a gente é capaz de fazer isso em 2045!! Será? QUEREMOS RAVE!

Uma mente sem lembranças – todas as temporadas de Black Mirror

Fonte: Arte Ativa – Filme “Brilho Eterno”

Muitos episódios de Black Mirror brincam com a memória dos personagens e de quebra, com a de quem assiste também. A manipulação de lembranças já é real para ratos.

Cientistas manipularam um neurotransmissor (acetilconlina) e conseguiram fazer com que as memórias assustadoras deles fossem apagadas! Pesquisadores também acham que podem esticar memórias específicas, para que elas durem por mais tempo.

Com essa brisa já dá para você esquecer onde está, quem são as pessoas te perseguindo e que você fica vendo pornô alien, por exemplo.

Supersoldados – 3ª temporada

Fonte: SIMI

A engenharia emocional aplicada para uso militar não é só na série que rola não. A ciência acredita que é possível apagar rastros que o medo deixa em nossa mente. Sem o medo, não tem fobias, estresse pós-traumático e as consequências emocionais de lutar em guerras!

O laboratório do Pentágono já trabalha com aparelhos de estimulação magnética. Eles conseguem estimular ou eliminar emoções no meio do campo de batalha!

Essa brisa de tecnologia nunca para! Até onde a gente vai? Será que daqui alguns anos só vão existir robôs? Conta pra gente o que você acha disso!

Leia também: 9 episódios de Black Mirror que são de travar o cérebro!

Fontes: Super Interessante, Curiosamente e B9

Comments

comments

Comentários no Facebook